Dieta Macrobiótica para Emagrecer com Cardápios:

dieta macrobiótica para emagrecer

Dieta Macrobiótica o que é?

A dieta macrobiótica para emagrecer é um tipo de dieta que segue os princípios macrobióticos. A palavra macrobiótica vem do grego macros que quer dizer longo ou grande, e bios que significa vida. Os registros mais antigos desse termo foram encontrados nos textos de Hipócrates, o pai da medicina ocidental, se referindo às pessoas que tinham hábitos de vida saudáveis através de uma alimentação mais saudável e, assim, prolongavam suas vidas.

A dieta macrobiótica para emagrecer é mais que uma simples dieta. É, na verdade, uma filosofia de vida trazida da medicina chinesa que inclui não só uma alimentação saudável, mas também uma filosofia espiritual, social e incentivo à prática de atividades físicas.

No ocidente, a filosofia macrobiótica foi difundida pelo Japonês George Ohsawa que adaptou essa dieta para a vida moderna. Segundo a filosofia macrobiótica, as pessoas que a seguem terão mais saúde, qualidade de vida e longevidade.

Dieta Macrobiótica como funciona?

A dieta macrobiótica para emagrecer e para manter uma boa qualidade de vida se baseia no princípio yin-yang. Esse princípio é onde a medicina chinesa se baseia e, segundo ele, existem dois tipos de energia no universo: a yin e a yang que são opostas, mas que se complementam.

No caso dos alimentos, por exemplo, alimentos opostos se complementariam como o açúcar que seria yin e o peixe que seria yang.

Os alimentos que são a base do estilo de vida macrobiótico são os temperos e condimentos asiáticos como sal marinho, miso e tamari processados naturalmente, algas, arroz e raízes.

A dieta macrobiótica para emagrecer pode ser dividida em dois tipos:

Dieta macrobiótica zen

É uma dieta mais restrita. Ela é dividida em 10 níveis que, de acordo com a filosofia macrobiótica, seriam 10 maneiras de se comer e beber para obter saúde e longevidade. Começa do nível -3 e vai até o nível 7. À medida que os níveis aumentam, os alimentos como carnes, laticínios e outros produtos de origem animal, além de frutas e vegetais vão sendo eliminados gradualmente.

No primeiro nível, o -3, os alimentos incluídos são os de origem animal, cereais, vegetais, saladas, sopas, frutas, sobremesas e bebidas. No nível 7 só é permitido o consumo de cereais integrais, predominantemente o arroz integral.

Dieta macrobiótica padrão

Esse tipo de dieta macrobiótica para emagrecer é uma adaptação da dieta zen só que menos restrita. À ela foram adicionados os seguintes alimentos: temperos e condimentos, peixes, mariscos, frutas da época e bebidas.

Diariamente: os alimentos inclusos nessa dieta são com suas respectivas proporções de consumo diário são:

  • 50 a 60% de cereais integrais: podem ser em grãos e cozidos. Entre eles estão incluídos arroz integral, milho, aveia, centeio, trigo e cevada.
  • 25 a 30% de vegetais: incluem hortaliças selecionadas de acordo com a sazonalidade e podem ser cenoura, abóbora, cebola, alho, couve-flor, couve, agrião, repolho, cebolinha, nabo e outros vegetais. Uma parte desses vegetais pode ser utilizada nas saladas cruas.
  • 5 a 10% de leguminosas e algas: leguminosas mais indicadas são feijão, lentilhas e grão de bico. Outras leguminosas assim como seus derivados só podem ser consumidas ocasionalmente.
  • 5% de sopas: incluem vegetais, grãos, leguminosas e algas. Deve ser temperada com miso ou tamari de forma natural.

Semanalmente:

  • 5 a 10% na semana podem ser incluídos alimentos como peixes que contenham carne branca como bacalhau, carpa, truta, linguado, entre outros.
  • Frutas e sobremesas de frutas: de 2 a 3 vezes na semana de forma crua ou cozida. Não é aconselhado consumir o sumo da fruta com muita frequência.
  • Sementes e oleaginosas podem ser consumidos torrados.

As bebidas recomendadas são: água (de poço ou nascente) à temperatura ambiente, chá de cereais e chás que não sejam estimulantes e nem aromáticos.

Os principais condimentos são: picles, picles de ameixa, vinagre de arroz integral, molho de soja, condimento de raízes, pó de algas marinhas, sal marinho e miso.

Adoçantes utilizados: mate de cevada e xarope de arroz.

A dieta macrobiótica padrão não recomenda o consumo de forma diária ou frequente dos seguintes alimentos: todo o tipo de batata, tomate, beterraba, espinafre, aspargos, pimentas, berinjela e abacate.

Alimentos permitidos na dieta macrobiótica

No início, a dieta macrobiótica para emagrecer utilizava apenas alimentos vegetais, ou seja, era um tipo de vegetarianismo estrito. Porém, no ocidente, havia uma certa dificuldade para abolir carnes totalmente da alimentação. Por isso, as carnes foram incluídas na dieta, mas para serem consumidas esporadicamente.

Os alimentos que a dieta macrobiótica permite são: cereais integrais, vegetais, leguminosas, algas, sementes, oleaginosas, frutas, carnes brancas, peixes e mariscos.

Alimentos proibidos dieta macrobiótica

Na dieta macrobiótica para emagrecer, não é permitido o consumo de suplementos alimentares, alimentos fortificados, alimentos processados que contenham corantes, aromatizantes e conservantes (industrializados) e fermento.

Alimentos restritos que devem ser evitados: alimentos enlatados e congelados, cereais refinados, condimentos picantes, ovos, laticínios, açúcar refinado e outros adoçantes, refrigerante e bebidas artificiais, café e bebidas alcoólicas.

Particularidades

  • É recomendado que as refeições sejam feitas em ambientes tranquilos e que os alimentos sejam mastigados muitas vezes. Comer e beber somente quando o corpo pedir, ou seja, somente quando tiver fome e sede, respectivamente.
  • Métodos de cocção: cozimento a vapor, cozimento com pouca água e cozimento em panela de pressão. Não são utilizados micro-ondas e nem eletricidade para cozinhar os alimentos.
  • Utensílios: espátulas, coadores, raladores, panelas de pressão, entre outros.
  • Métodos de conservação: refrigerar ou congelar os alimentos não é muito recomendado.

Benefícios dieta macrobiótica

A dieta macrobiótica para emagrecer promete não só a perda de peso, mas também o tratamento e até cura de algumas doenças como o cancro. Com isso, os principais benefícios oferecidos por essa dieta são:

  • Redução de peso por causa dos alimentos pobres em açúcar e gordura e ricos em fibras que ajudam a reduzir os níveis de gordura corporal, além da prática de atividade física;
  • Previne o aparecimento de doenças devido á adoção de uma alimentação mais saudável;
  • Reduz o estresse por causa do incentivo à meditação;
  • Diminui os níveis de toxinas do corpo e previne o câncer devido à menor exposição de produtos químicos como aditivos químicos usados pela indústria alimentícia;
  • Ajuda a combater a constipação (prisão de ventre) devido ao alto teor de fibras da dieta;
  • Ajuda a reduzir o colesterol e a prevenir doenças cardiovasculares, devido ao baixo consumo de gorduras como as trans as gorduras saturadas presentes em alimentos industrializados e alimentos de origem animal, respectivamente;
  • Previne a hipertensão, a diabetes e a obesidade por causa da exclusão dos alimentos industrializados que são ricos em sódio, açúcar e gorduras.

Cardápio da dieta macrobiótica para emagrecer

Opção 1

Café da manhã

  • 4 bolachas integrais
  • 1 copo de leite de soja
  • 1 fatia de melão

Lanche da manhã

  • 1 copo de suco de couve com maçã

Almoço

  • 4 colheres de sopa de arroz integral
  • 2 colheres de sopa de feijão azuki com abóbora
  • Salada verde à vontade
  • 1 filé médio de truta grelhado
  • 1 ameixa de sobremesa

Lanche da tarde

  • 1 xícara de pera e maçã picadas com castanhas

Jantar

  • 2 conchas de sopa de vegetais
  • 1 pão integral

Ceia

  • 1 copo de mingau de aveia com:
  • 200 ml de leite de soja
  • 2 colheres de sopa de aveia

Opção 2

Café da manhã

  • 1 pão integral
  • 1 copo de suco de laranja

Lanche da manhã

  • 1 fatia de mamão

Almoço

  • 4 colheres de sopa de arroz integral
  • 2 colheres de sopa de lentilhas
  • 1 colher de servir de couve refogado
  • 1 filé de peito de frango grelhado
  • 1 maçã de sobremesa

Lanche da tarde

  • 4 torradas integrais
  • 1 copo de leite de soja

Jantar

  • 3 colheres de sopa de arroz integral
  • 1 pedaço de torta de legumes
  • 1 fatia de melancia

Ceia

  • 1 copo de leite de soja
  • 3 bolachas integrais

Opção 3

Café da manhã

  • 1 pão de centeio
  • 1 copo de leite de aveia
  • 1 fatia de mamão

Lanche da manhã

  • 1 porção de 4 castanhas do Pará

Almoço

  • 4 colheres de sopa de arroz integral
  • 2 colheres de sopa de feijão
  • 1 pedaço de torta de camarão
  • 1 goiaba de sobremesa

Lanche da tarde

  • 1 copo de vitamina de:
  • 1 banana
  • 200 ml leite de soja
  • 1 colher de sopa de linhaça

Jantar

  • 1 pedaço de lasanha de legumes
  • 1 copo de suco de goiaba

Ceia

  • 1 copo de leite de aveia
  • 1 banana

Pirâmide Alimentar Macrobiótica

piramide alimentar macrobiotica

 

Gostou?  Compartilhe e Avalie!

Quantas estrelas merece esse artigo? Avalie é muito importante saber sua opinião!!

Salvar

Salvar

Share Button
 

Tenho Certeza Que Você Vai Gostar Também

Sem comentários

Deixe uma resposta