Dieta para gestante: 8 Dicas Importantes e Cardápio

dieta para gestanteA a dieta para gestante é um assunto que gera muitas dúvidas na futura mamãe. Por isso vamos dar a você todas as informações necessárias para você ter uma alimentação saudável e aproveitar da melhor forma este momento mágico.

Dieta para gestante qual a importância?

Você já ouviu falar na frase: “Quando nasce um bebê também nasce uma mãe”? É exatamente isso, as preocupações a partir da gestação já não são mais voltadas somente para você mais compartilhadas com o novo ser que está por vir.

A dieta para gestante deve priorizar o equilíbrio nutricional assim como todo plano alimentar saudável, independente da fase em que a pessoa se encontra da vida.

 

 

A dieta para gestante deve ser adaptada ao:

  • Seu estado nutricional atual;
  • Peso atual e peso pré-gestacional;
  • Idade;
  • Números de gestações entre outros fatores que devem ser analisados individualmente.

Além disso, a dieta para gestante tem como objetivo prevenir:

  • Problemas como o diabetes gestacional e hipertensão;
  • Constipação intestinal (muito comum durante a gestação);
  • Os desagradáveis enjoos comuns ao 1º trimestre.

Como fazer a dieta para gestante em 8 dicas:

Dica 1: Faça 5 refeições ao dia sendo:

  • Café da manhã;
  • Almoço;
  • Lanche da tarde;
  • Jantar;

Assim você evita aqueles “rompantes” de fome típicos da gravidez e que podem fazer você ganhar peso além do necessário.

Dica 2: Beba muita água.

Substituir os refrigerantes outros tipos de bebidas açucaradas pela água é a opção mais saudável por que:

  • Ajuda a hidratar;
  • Melhora o funcionamento intestinal;
  • Combate à retenção líquida.

Evite beber líquidos durante as refeições para evitar o desconforto gástrico, os enjoos e para não atrapalhar a digestão e absorção de nutrientes dos alimentos.

Dica 3: Inclua fontes de carboidratos integrais no cardápio.

Os alimentos fonte de carboidratos integrais vão ajudar no bom funcionamento intestinal e por terem baixo índice glicêmico mantém você saciada por mais tempo.

O que contribui de forma positiva para o controle do peso. Você não precisa e nem deve se privar dos carboidratos durante a gestação, basta que escolha os melhores como é o caso dos integrais, entre eles estão:

  • Pães integrais;
  • Farinha integral;
  • Aveia;
  • Trigo para Quibe entre outros.

Dica 4: Invista nas frutas, verduras e legumes.

Este grupo alimentar fornece uma grande quantidade de fibras, vitaminas e minerais ao seu corpo e são essenciais à formação do feto.

Por isso na hora das refeições a dica de ordem é deixar o prato bem colorido. Quanto mais cores no parto maior a variedade de nutrientes.

Consuma:

  • Hortaliças verde-escuras que tem uma maior quantidade de ferro e cálcio como o brócolis, couve e rúcula;
  • Mamão, abóbora, cenoura laranja, acerola, caju, manga e pêssego (ricos em vitamina A e C).

Se tiver dificuldade para consumir a fruta in natura você pode fazer o suco natural da fruta. Mas é preciso beber logo após o preparo para preservar os nutrientes e sem adição de açúcar.

Dica 5: O arroz e feijão não podem faltar!

Esse prato tipicamente brasileiro é rico em proteínas de alto valor biológico muito requisitadas pelo organismo durante toda a gravidez para formação do feto.

Além disso, o feijão e outros tipos de leguminosas são ricos em ferro que ajudam a prevenir a anemia. A melhor forma de melhorar a absorção do ferro presente no feijão é combinar o consumo com a vitamina C encontrada em grande quantidade:

  • Na laranja;
  • Acerola;
  • Caju;
  • Limão;
  • Goiaba e outros.

Dica 6: Consuma alimentos fonte de proteína.

Estes nutrientes são mais que importantes para a formação do feto e para a saúde da mãe.

Inclua:

  • Carnes de preferência brancas como aves, peixes e ovos;
  • Leite e derivados semidesnatados ou desnatados.

Agora atenção! Grávidas devem evitar o consumo de qualquer tipo de carne crua ou mal passada para evitar doenças como verminoses e outros.

Dica 7: Fique longe das gorduras.

Toda alimentação saudável independente de ser uma dieta para gestante ou não deve ser livre de gorduras trans.

Evite:

  • Embutidos;
  • Carnes com gorduras aparentes;
  • Queijos amarelos;
  • Salgadinhos;

Além da porcentagem de gordura estes alimentos são ricos em sódio e levam a retenção líquida, à pressão alta e à obesidade por serem calóricos.

Quanto mais leve for a sua alimentação melhor!

Dica 8: Reduza o consumo de sal.

Além da retenção líquida que o sol provoca ele aumenta o risco de pressão alta e doença do coração e rins. Na hora de temperar a comida prefira os alimentos naturais como o alho, cebola e ervas aromáticas.

Aliado a uma boa alimentação que a dieta da gestante propõe ter outros hábitos saudáveis como:

  • Não fumar;
  • Praticar atividade física (sob orientação de um nutricionista) é indicado para que o período de gestação seja o mais tranquilo e saudável possível.

E mais! Investir na qualidade da sua alimentação fará com que você chegue ao seu peso habitual após o parto com muito mais facilidade.

Agora que você já tem em mãos todas as dicas de como deve ser uma dieta para gestante confira uma sugestão de cardápio e adapte conforme sua rotina e suas necessidades individuais que devem ser avaliadas por um nutricionista.

Sugestão de cardápio para gestante:

Café da manhã:

  • 2 fatias de pão integral com 1 colher (sobremesa) de ricota
  • 1 xícara (250 ml) de leite desnatado com café
  • 1 unidade de mamão papaia com 1 colher (sobremesa) de aveia

Lanche da manhã:

  • 1 maçã

Almoço:

  • Salada de agrião com tomate temperado com limão, azeite e sal.
  • 3 colheres de arroz integral
  • 1 colher (sopa) de feijão
  • 1 filé de frango grelhado
  • 2 colheres (sopa) de abóbora cozida.

Lanche da tarde:

  • 3 unidades de bolacha água e sal integral
  • 1 suco de morango com leite desnatado sem açúcar

 Jantar:

  • Salada de grãos variados
  • Salada de alface com cenoura ralada temperada com limão, sal e azeite.
  • 3 colheres (sopa) de arroz integral
  • 1 colher (sopa) de lentilha
  • 1 filé de peixe ao forno
  • 2 colheres (sopa) de brócolis ao vapor.

A dieta para gestante não prevê nenhuma mudança radical na sua alimentação. O segredo para ganhar um peso adequado durante a gestação que é considerado por especialistas como sendo o ideal de 9 a 12 kg é priorizar o equilíbrio.

Para completar a sua alimentação saudável confira os melhores exercícios físicos para fazer em casa!

Se você aprovou nossas dicas curta e compartilhe e não se esqueça de deixar seu comentário registrado aqui.

Até o próximo post.

Veja Mais:

 

 

 

Salvar

Salvar

Salvar

Share Button
 

Tenho Certeza Que Você Vai Gostar Também

2 comentários

  • responder
    Dieta Pós Parto Perca Peso de Forma Saudável!
    at

    […] Frutas cítricas: Que são ricas em vitamina C e ajudam a melhorar a absorção do ferro, mineral muito importante na prevenção da anemia e que deve estar presente durante e após a gravidez. […]

     
  • responder
    Zika Vírus: Causas, Sintomas, Diagnóstico e Prevenção
    at

    […] de contágio de pessoa para pessoa  através de transfusão de sangue ou na gestação durante o parto. O tempo entre a picada e os primeiros sintomas dura, em média, 10 dias, sendo de […]

     
  • Deixe uma resposta