Remédios para Azia DOBRAM seu Risco de Câncer

Remédios para Azia DOBRAM Risco de Câncer

Remédios para azia aumenta o risco de câncer de estômago por duas vezes , de acordo com um artigo publicado no Daily Mail. 

Um estudo observacional realizado por pesquisadores da University College London revelou que indivíduos que usam inibidores de bomba de prótons (IBP).

Para tratar azia crônica, mesmo no tempo recomendado de duas semanas.

Duplicam o risco de desenvolvimento de câncer nos próximos sete anos, em comparação para aqueles que não usam IBP.

Remédios para Azia DOBRAM seu Risco de Câncer

Além disso, os indivíduos que usam os medicamentos prescritos por um ano são cinco vezes mais propensos a desenvolver câncer.

Aqueles que tomam IBP todos os dias durante três anos são oito vezes mais em risco de câncer.

Como parte do estudo, os pesquisadores observaram mais de 63.000 pacientes por uma média de 7,5 anos.

Eles calcularam que, para cada 10.000 pessoas que tomam IBPs.

Cerca de oito delas desenvolverão câncer de estômago, o que é quatro vezes mais do que se ninguém tomasse as drogas.

Desde que as drogas foram licenciadas pela primeira vez no Reino Unido há 28 anos.

Visto que as taxas de câncer de esôfago são cerca de 15.000 novos casos a cada ano.

De acordo com os dados do Cancer Research UK, os casos de câncer de esôfago aumentaram em 6% desde o início dos anos 90.

Além dos riscos de câncer, os IBPs também estavam ligados ao aumento do risco de acidente vascular cerebral, diminuição da contagem de espermatozóides.

Aumento do risco de insuficiência renal e aumento do risco de fraturas de quadril.

Na Inglaterra, cerca de 55 milhões de PPIs são prescritos pelos médicos todos os anos para tratar a azia crônica.

No entanto, como todos os outros medicamentos prescritos, os IBPs são considerados efeitos colaterais.

Especialmente para os pacientes que continuam a usá-los por meses ou anos, em vez do máximo recomendado de duas a quatro semanas.

Remédios para Azia, os PPIs funcionam bloqueando a liberação de ácido gástrico.

  • pelas células, conhecidas como bombas de prótons, no revestimento do estômago.

Causas de azia e seus remédios caseiros naturais

Azia, também conhecida como refluxo ácido é uma condição comum que é causada pelo refluxo gastroesofágico (RGE) .

Uma condição em que parte do conteúdo do estômago é forçado a voltar para o esôfago, criando uma dor ardente na parte inferior do tórax.

Azia é um sintoma da doença do refluxo gastroesofágico (DRGE).

Que é um refluxo ácido persistente que acontece mais de duas vezes por semana.

De acordo com os dados do American College of Gastroenterology , mais de 60 milhões de americanos experimentam azia, pelo menos uma vez por mês .

Além disso, alguns estudos indicaram que mais de 15 milhões de americanos sofrem de seus sintomas todos os dias.

Azia muitas vezes ocorre na maioria das pessoas se o revestimento do esôfago entra em contato com o excesso de ácido do estômago por um longo período.

De acordo com o Serviço Nacional de Saúde no Reino Unido, a condição pode ser resultado de comer consumindo alimentos e bebidas específicos,

Assim como:

  • café
  • álcool
  • chocolate e alimentos industrializados ou condimentados
  • excesso de peso ou obesidade, tabagismo
  • gravidez, estresse e ansiedade
  • alguns medicamentos como analgésicos anti-inflamatórios
  • e hérnia de hiato, em que parte do estômago se transforma em o peito.

Quer sair da meta da indústria farmacêutica?

Que é vender, vender cada dia mais um problema mais um novo remédio.

Vou deixar sugestões naturais para você fugir de medicamentos, e logo em seguida veja o vídeo de quem mais entende do assunto.

Fonte: https://www.naturalnews.com/2018-01-04-prescriptions-for-heartburn-double-your-risk-of-stomach-cancer.html

Links úteis:

 Gostou das informações? pretende diminuir o consumo de medicamentos e fazer alternativas naturais?

Comente, Compartilhe e Avalie!

Quantas estrelas merece esse artigo? Avalie!

 

Tenho Certeza Que Você Vai Gostar Também

2 comentários

  • responder
    Silvana Rocha
    at

    Pois é Ana é a industria farmacêutica, os medicos acompanha a industria infelizmente ou seja a Alopatia.

    Alopatia e a Homeopatia veja a diferença.
    A Alopatia, do grego “cura pelo contrário” nada mais é do que a Medicina Comum ou Tradicional, ou seja, a que consiste em utilizar-se de medicamentos que produzem no nosso organismo reações contrárias ao sintoma apresentado para minimizar ou exterminá-los. As experimentações na alopatia geralmente são em pessoas ou animais doentes. Os medicamentos alopáticos portanto são aquele produzidos em larga escala ou em farmácias de manipulação de acordo com uma prescrição médica. Eles são os principais produtos que são vendidos em farmácias e drogarias, e seus principais defeitos são os seus possíveis efeitos colaterais e a sua carga tóxica.

    Já a Homeopatia visa o indivíduo como um todo analisando além do seu corpo, a sua mente. Ao contrário da Alopatia, a Homeopatia cura pelo seu semelhante, e trata da pessoa doente e não da sua enfermidade que a incomoda no momento. Os medicamentos utilizados na Homeopatia não são agressivos, e estimulam o organismo a reagir para forçar seus mecanismos de defesa naturais. Os medicamentos homeopáticos podem ser utilizados em qualquer idade, desde que acompanhados pelo médico homeopata.

    Resumindo; não tome esses remédios procure a medicina alternativa, remédios naturais, tem muitas receitas aqui na pagina. bjo

     
  • responder
    Ana Bárbara
    at

    É impressionante como os médicos devem saber desse estudo e continuam a receitar o medicamento. Fui fazer endoscopia, revelou aperto no esôfago, várias úlceras, receitaram tomar duas vezes por dia o mesmo, como é possível?

     
  • Deixe uma resposta