Vitamina K2 Para que Serve e 10 Benefícios

Vitamina K2 Para que Serve e 10 Benefícios

Uma das maneiras mais simples de explicar a importância da vitamina K2 é dizer que este poderoso nutriente desempenha um papel essencial em muitos aspectos da saúde. Confira tudo sobre e seus benefícios, e no final terá um vídeo com o Dr. Lair Ribeiro!

O que é vitamina K2?

A vitamina K2 pode ser dividida em vários subtipos diferentes, mas os mais importantes são MK-4 e MK-7.

A vitamina K é uma vitamina solúvel em gordura que é importante para a coagulação do sangue e que contribui para um coração saudável, ossos e sistema imunológico.

Existem várias formas diferentes, principalmente K1 e K2, embora atuem de forma diferente no corpo:

  • A vitamina K1 – (ou a filoquinona) é uma forma natural encontrada em vegetais e urtigas que é usado pelo fígado para coagulação adequada do sangue.
  • A vitamina K2 – (ou a menaquinona) é uma forma mais absorvível de vitamina K encontrada em certos alimentos fermentados e suplementos é usado por tecidos moles e é útil para ossos, tecido cardíaco e mais
  • A vitamina K3 – (ou a menadiona) é uma forma sintética de vitamina K. Este é tipicamente o injetado em lactentes no nascimento e alguns estudos mostraram toxicidade potencial desta forma

Como as vitaminas K1 e K2 funcionam?

O cálcio é um mineral incrivelmente importante.

É mais do que apenas construir material para ossos e dentes, ele desempenha um papel crucial em todos os tipos de processos biológicos.

A principal função da vitamina K está modificando as proteínas para dar-lhes a capacidade de se ligar ao cálcio.

Desta forma, ele “ativa” as propriedades de ligação ao cálcio das proteínas.

No entanto … os papéis da vitamina K1 e K2 são bastante diferentes e muitos sentem que devem ser classificados como nutrientes separados por completo.

A vitamina K1 é usada principalmente pelo fígado para ativar proteínas de ligação ao cálcio envolvidas na coagulação do sangue, enquanto o K2 é usado para ativar as proteínas que regulam a qual o cálcio acaba no corpo.

Benefícios da Vitamina K2

1. Protege Seu Coração

A vitamina K2 ajuda a prevenir o endurecimento das artérias, o que é um fator para doença arterial coronariana e para a insuficiência cardíaca.

A pesquisa sugere que a vitamina K2 pode ajudar manter o cálcio fora das paredes de suas artérias e de outros tecidos do corpo, onde ele pode causar o dano.

Os últimos estudos mostram que é a  K2, em vez da K1, em conjunto com a vitamina D, que previne a calcificação em suas artérias coronárias, prevenindo doenças cardiovasculares.

2. Ajuda a Prevenir a Osteoporose

A melhor maneira de se obter ossos saudáveis é com uma dieta rica em alimentos frescos, integrais, naturais, que maximizam os minerais naturais para que seu corpo tenha as matérias-primas que precisa para fazer o que foi projetado para fazer.

A vitamina K2 é uma das mais importantes intervenções nutricionais para melhorar a sua densidade óssea.

Ela serve como uma “cola” biológica que ajuda a integrar o cálcio e outros minerais importantes na sua matriz óssea. Houve alguns estudos notáveis sobre os efeitos protetores da vitamina K2 contra a osteoporose:

  • Vários experimentos japoneses mostraram que a vitamina K2 reverte completamente a perda óssea e, em alguns casos, aumenta a massa óssea em pessoas com osteoporose.
  • A evidência combinada de sete testes japoneses mostra que a suplementação com vitamina K2 produz uma redução de 60 por cento nas fraturas vertebrais e uma redução de 80 por cento nas fraturas do quadril e outras fraturas não vertebrais.
  • Pesquisadores nos Países Baixos demonstraram que a vitamina K2 é três vezes mais eficaz que a vitamina K1 na elevação da osteocalcina, que controla a construção dos ossos.

Sua força óssea depende de mais do que apenas cálcio. Seus ossos são realmente compostos de mais de uma dúzia de minerais.

Se você se concentrar apenas no cálcio, você provavelmente vai enfraquecer seus ossos e aumentar o risco de osteoporose, como Dr. Robert Thompson explica em seu livro The Calcium Lie (A Mentira do Cálcio).

É mais provável que seu corpo possa usar o cálcio corretamente se este cálcio for derivado de plantas.

Boas fontes incluem o leite puro de vacas criadas em pastos (que comem plantas ricas em cálcio), vegetais verdes folhosos, a polpa de frutas cítricas, alfarrobas e suco de clorofila, para citar algumas.

3. Ajuda a Prevenir o Câncer

Vários estudos têm demonstrado que as vitaminas K1 e K2 são eficazes contra o câncer. Considere o seguinte:

⇒ Um estudo publicado em setembro de 2003 no International Journal of Oncology, descobriu que o tratamento com vitamina K2 em pacientes com câncer de pulmão retardou o crescimento de células cancerosas, e estudos anteriores demonstraram benefícios no tratamento da leucemia.

⇒ Em um estudo de agosto de 2003 publicado na Alternative Medicine Review envolvendo 30 pacientes com um tipo de câncer de fígado chamado carcinoma hepatocelular, que tomaram vitamina K1 oral, concluiu-se que a doença foi estabilizada em seis pacientes;sete pacientes tiveram uma resposta parcial; e sete outros tiveram melhorada sua função hepática. Em 15 pacientes, a protrombina anormal foi normalizada.

⇒ Em 2008, um grupo de pesquisa alemão descobriu que a vitamina K2 oferece proteção substancial contra o câncer de próstata, um dos tipos mais comuns de câncer entre os homens nos Estados Unidos.

⇒ De acordo com o Dr. Vermeer, os homens que tomam as quantidades mais elevadas de K2 tiveram aproximadamente 50 por cento menos câncer de próstata.

A vitamina K também se demonstrou benéfica na luta contra o linfoma não Hodgkin, câncer no cólon, estômago, nasofaringe e na boca.

4. Para Saúde Oral

A saúde bucal é vital para a saúde geral e a vitamina K é importante para a saúde bucal.

Uma das principais proteínas reguladoras na saúde dentária é a osteocalcina, a mesma proteína que é crítica para o metabolismo ósseo e é ativada pela vitamina K2.

A osteocalcina desencadeia um mecanismo que estimula o crescimento da nova dentina, que é o tecido calcificado embaixo do esmalte nos dentes.

Sabe-se que a vitamina A e D desempenham um papel importante, trabalhando sinergicamente com a vitamina K2.

5. Saúde do cérebro

Algumas novas pesquisas fascinantes mostraram que o mesmo processo que torna a vitamina K útil para prevenir a calcificação das artérias e do tecido muscular também pode tornar benéfico para a proteção do cérebro contra a doença de Alzheimer e outras doenças.

Em suma, a teoria é que a vitamina K ajuda a evitar o excesso de cálcio no corpo (incluindo o cérebro), e este excesso de cálcio desregulado no cérebro é responsável por algum dano causado pela doença de Alzheimer.

Outro estudo analisou a ingestão dietética de vitamina K em pacientes com Alzheimer precoce e descobriu que aqueles com diagnóstico de Alzheimer apresentaram bastante menos vitamina K do que aqueles no grupo controle.

6. Longevidade

Agora sabemos que a vitamina K afeta 16 proteínas Gla no corpo. Esta é uma das razões pelas quais os estudos mostraram consistentemente uma relação inversa entre os níveis de vitamina K e a mortalidade por todas as causas.

Em outras palavras, quanto melhor for seu nível de vitamina K, menor será a chance de morrer por todas as causas.

Na verdade, o estudo mais recente mostrou que aqueles com a maior ingestão foram 36% menos propensos a morrer de todas as causas do que aqueles com menor.

Claro, todos os benefícios acima mostram por que ele teria logicamente tal impacto na mortalidade, reduzindo o risco de morte pelas principais causas como a aterosclerose, osteoporose, diabetes e câncer, mas parece haver uma correlação dependente da dose com Ingestão de vitamina K:

7. É uma Vitamina Lipossolúvel

Isto é importante porque a gordura presente na dieta é necessária para a absorção desta vitamina. Portanto, para que seu corpo absorva a vitamina K efetivamente, você precisa comer alguma gordura junto com ela.

8. Reduzir Varizes

Sabemos que a vitamina K é necessária para a produção de MGP (proteína GLA da matriz), o que ajuda a evitar a calcificação nas artérias.

Esta mesma proteína ajuda a parar a calcificação nas veias, já que o cálcio destinado aos ossos é introduzido nos ossos e não se acumula nas veias e nas artérias.

O estudo preliminar publicado no Journal of Vascular Research descobriu que a vitamina K2 era necessária para reverter a mudança química e evitar ou livrar-se de varizes.

9. Fontes Alimentares da Vitamina K2

A vitamina K é abundante em chá verde, folhas verdes, c, couve, salsa e espinafre, brócolis e couve-flor, couves de Bruxelas, fígado, azeite e outros …

Leite fermentado, incluindo iogurte, queijos e soja fermentada, incluindo miso e natto, fornecem K2, o que é especialmente útil para aumentar a densidade óssea e reduzir o risco de fraturas.

Aqueles com osteoporose ou osteopenia devem considerar suplementar 50 a 100 mcg (microgramas) de K2 e comer alimentos ricos em vitamina K.

Veja uma lista completa no link abaixo:

10. Saúde da pele

K2 também é promissor para a saúde da pele e antienvelhecimento. Assim como evita a calcificação das artérias, veias e tecidos moles, ajuda a parar o excesso de cálcio na elastina na pele.

Por este motivo, o K2 pode ajudar a manter a pele elástica e prevenir rugas.

A pesquisa de 2011 mostrou que as mulheres com rugas extensas também eram mais propensas a ter massa baixa dos ossos.

Outras pesquisas mostraram que as mulheres japonesas eram menos propensas a ter rugas do que outras culturas, e observou o natto (soja fermentada alta em K2) na dieta de mulheres japonesas.

Como testar a deficiência de vitamina K2?

Você pode medir o soro K1 e K2, assim como você pode medir o D3, mas, infelizmente, isso não é extremamente preciso, já que o K1 é mantido no fígado e tem uma meia-vida curta (cerca de 4 horas).

Essencialmente, um teste de soro K só revelaria níveis de vitamina K a partir da ingestão de alimentos no último dia ou mais.

Há um teste mais avançado, denominado ensaios de imunoabsorção enzimática (ELISA) que testa a presença de MGP. Os relatórios iniciais sobre este teste mostraram que quase 100% das pessoas testadas eram deficientes.

O médico que desenvolveu o teste, o Dr. Schurgers, sugere que quase todos poderiam se beneficiar do aumento dos níveis nutricionais e suplementares de K1 e K2.

Recomendação de uso de vitamina K2:

45 microgramas de vitamina K2 por dia:

  • Se estiver a tomar anticoagulantes
  • Tomar com cuidado, as pessoas saudáveis, com menos de 50 anos que não tomam vitamina D adicional

100 microgramas de vitamina K2 or dia:

  • No caso de pessoas saudáveis com menos de 50 que não tomam vitamina D adicional
  • No caso de pessoas que tomam até 2.500 UI de vitamina D por dia

200 microgramas de vitamina K2 por dia:

  • Pessoas com antecedentes familiares de doenças cardiovasculares ou de osteoporose
  • Pessoas que mostram sinais precoces de uma doença cardiovascular ou de osteoporose
  • Pessoas que tomam mais de 2.500 UI de vitamina D por dia (Referencia dessa recomendação)

Como combinar a vitamina D3 com a vitamina K2?

Recomendamos que tomes a vitamina K2 diária durante todo o ano na dose ideal para cada um.  Deves ajustar a dose da vitamina D3 ao teu estilo de vida ou, melhor ainda, de acordo com o teu teste de D3-25 (OH) no sangue.

Isto significa que se você tomar sol durante o verão mais do que duas vezes por semana, é provável que, neste momento não necessites tomar vitamina D3 extra.

Durante o resto do ano, os especialistas recomendam adaptar a dose de vitamina D ao teu estilo de vida e a tua idade, pelo que deves ajustar a dose de forma que os níveis de 25(OH)D estejam situados num intervalo ótimo de 50 a 80 ng/mL.

A experiência demonstra que, para a maioria das pessoas, dependendo da estação do ano, uma dose de vitamina D3 de 2500-5000 IU é ideal para manter um nível saudável de 25(OH)D e 50-60 ng/mL no sangue.

A vitamina D3 e a vitamina K2 trabalham de forma independente. Isto significa que não importa a quantidade de vitamina D3 que estás a tomar, se tomas a dose ideal de vitamina K2, entre 100 e 200 microgramas por dia, vai continuar a ter o benefício dos seus efeitos.

Nota: Tomando diariamente uma dose regular de mais de 5000 UI recomenda-se efetuar cada três meses uma análise de 25(OH)D no sangue.

Este exame permite-te determinar especificamente a quantidade de vitamina D3 que deve tomar diariamente para atingir os níveis ideais de vitamina D3 no teu organismo.

Fontes:

Veja também:

Comente! Compartilhe e Avalie!

Quantas estrelas merece esse artigo? Avalie! 😉

 

Tenho Certeza Que Você Vai Gostar Também

Sem comentários

Deixe uma resposta