Benefícios da Gelatina para Saúde

benefícios da gelatina para saúde

Neste artigo, você pode aprender sobre os inesperados benefícios da gelatina para saúde, propriedades, e como usar! Confira!

O que é gelatina

A maioria das pessoas conhece a gelatina colorida e com sabor. Mas pode ser surpreendente saber que a gelatina é composta principalmente de proteínas.

A gelatina é produzida pela fervura de ossos de animais, cartilagem e pele para extrair o colágeno . O colágeno é uma proteína fibrosa que conecta músculos, ossos e pele em animais.

Quando o colágeno é processado, ele se torna uma substância incolor e sem sabor chamada gelatina. Depois que a gelatina esfria, ela tem uma textura gelatinosa.

Ao contrário do colágeno, a gelatina se dissolve em água quente, e a textura torna prático o uso em molhos, sopas e sobremesas.

Os benefícios para a saúde da gelatina são semelhantes aos benefícios do colágeno, uma vez que a gelatina contém os mesmos aminoácidos.

Aminoácidos em gelatina

Gelatina contém vários aminoácidos. Os aminoácidos são compostos que se combinam para produzir proteínas e são essenciais para o bom funcionamento de vários órgãos, bem como para fornecer energia.

Enquanto o corpo humano produz alguns aminoácidos, a maioria das pessoas precisa obter aminoácidos adicionais através de sua dieta.

Os aminoácidos encontrados na gelatina também costumam ser encontrados nos ossos e órgãos de certos animais.

Como a maioria das pessoas não come essas partes do animal, a adição de gelatina a uma dieta variada e nutritiva pode ser benéfica.

Os aminoácidos específicos encontrados na gelatina podem variar, dependendo do método de preparação e dos tecidos animais utilizados.

Tipicamente, os aminoácidos mais abundantes na gelatina incluem glicina, prolina e valina.

A gelatina também contém os aminoácidos lisina, alanina e arginina.

A valina é um aminoácido essencial que não pode ser produzido pelo corpo humano, o que significa que deve vir da dieta.

Propriedades da gelatina

A gelatina se destaca tanto pelo seu alto valor nutritivo quanto pelo baixo teor de calorias.

Uma porção de 12 gramas (equivalente a um envelope) de gelatina sem sabor e sem açúcar fornece aproximadamente 10 gramas de proteína e apenas 42 calorias.

Já a gelatina com açúcar contém 380 calorias por porção de 100 gramas de pó.

A mesma quantidade de gelatina diet contém 1,4 gramas de proteína e apenas 7 calorias.

  • Outros nutrientes da gelatina: vitaminas A, C e D, zinco, selênio e sódio.

A gelatina fornece ainda 9 dos 10 aminoácidos essenciais (a substância não é fonte de triptofano) e não contém gordura ou colesterol.

Gelatina x Colágeno

Uma dúvida bastante comum é quanto à diferença entre a gelatina e o colágeno.

Enquanto o colágeno comercializado em casas de produtos naturais está na forma pura, a gelatina que encontramos no supermercado tem um teor menor da proteína em sua composição.

De cada 100 gramas de gelatina que você consome, apenas 10 gramas são formadas por proteínas, e destas apenas 5 gramas são de colágeno.

Já o colágeno pode ser encontrado na forma pura, sem corantes e aromatizantes.

É também possível adquirir o colágeno hidrolisado. Isso significa que a proteína passou por um processo que “quebrou” suas moléculas (hidrólise).

Com isso, o colágeno é mais facilmente absorvido e aproveitado pelos tecidos do corpo.

Benefícios da gelatina para saúde

1. Contribui para saúde da pele

O colágeno é o que confere à pele uma aparência saudável e jovem. À medida que as pessoas envelhecem, elas naturalmente perdem colágeno, o que faz com que a pele se torne menos firme.

O resultado é uma pele com rugas e linhas. Como a gelatina é uma ótima fonte de colágeno, pode ser uma maneira natural de melhorar a aparência da pele.

2- Formação de massa muscular

Além de atuar para a manutenção do tônus muscular, a gelatina também serve como fonte de aminoácidos importantes para a construção de massa magra.

Ainda que não contenha triptofano e seus níveis de metionina deixem a desejar, a gelatina chega a fornecer mais de 20% da ingestão diária recomendada de proteína (levando-se em consideração um consumo de 12 gramas de gelatina em pó para um adulto de 60 kg).

O fato de não ser uma proteína completa significa que você deverá ter outras fontes de proteína na dieta para ganhar massa muscular, mas a gelatina pode ser uma alternativa para quem procura variar as fontes proteicas na dieta.

Outro benefício da gelatina no ganho de massa muscular se deve à atuação do aminoácido L-glutamina.

Presente em grande quantidade na gelatina, a L-glutamina ajuda a elevar os níveis de hormônio do crescimento (HGH). Este por sua vez estimula a síntese de proteínas necessárias para a hipertrofia muscular.

Confira duas receitas

3. Benefícios da gelatina para saúde digestiva

A gelatina pode ajudar na digestão de várias maneiras diferentes. Por exemplo, a glicina na gelatina pode promover um revestimento mucoso saudável no estômago.

Também estimula a produção de sucos gástricos, o que facilita a digestão adequada. Sem enzimas digestivas adequadas, podem ocorrer problemas gastrointestinais, como refluxo ácido .

Além disso, a gelatina se liga à água e pode ajudar os alimentos a se moverem através do sistema digestivo de forma eficiente.

4. Fortalece as articulações

O colágeno na gelatina pode diminuir a dor nas articulações associada à inflamação .

De acordo com a Biblioteca Nacional de Medicina dos EUA , alguns estudos clínicos indicam que a gelatina pode reduzir a dor e melhorar a função articular em pessoas com osteoartrite.

5. Ajuda a controlar o açúcar no sangue

Embora sejam necessárias mais pesquisas, um estudo indica que a glicina, que é um dos aminoácidos abundantes na gelatina, pode melhorar o controle do açúcar no sangue em pessoas com diabetes tipo 2 .

6. Benefícios da gelatina para saúde óssea

A lisina, encontrada na gelatina, ajuda a fortalecer os ossos. Ajuda o corpo a absorver cálcio , que também é necessário para manter os ossos fortes e prevenir a perda óssea.

Como o corpo não pode produzir lisina, é essencial obter quantidades adequadas através da dieta. Adicionar gelatina a uma dieta saudável é uma maneira de melhorar a ingestão de lisina de uma pessoa.

7. Melhora a qualidade do sono

A gelatina pode melhorar a qualidade do sono em algumas pessoas devido à abundância de glicina. Algumas colheres de sopa de gelatina podem fornecer cerca de 3 g de glicina.

8. Auxílio à perda de peso

A gelatina pode ajudar a promover a perda de peso devido ao seu teor de proteínas e baixo teor calórico. A proteína ajuda alguém a se sentir cheio, o que diminui a probabilidade de comer demais.

A gelatina também pode desempenhar um papel no controle de hormônios associados à fome.

9- Benefícios da gelatina para saúde capilar

Com o passar dos anos os fios de cabelo tendem a ficar mais finos, quebradiços e sem brilho.

Assim como o colágeno compõe os folículos capilares (ou pilosos) e é o responsável pela saúde de cauda uma das estruturas capilares, consumir gelatina pode ser uma boa maneira de manter os fios mais fortes e saudáveis.

10- Auxiliar do tratamento para celulite

Embora mais de 90% das mulheres apresentem algum grau de celulite, boa parte delas quer deixar de fazer parte das estatísticas. Uma pele lisinha, sem “furos” e firme é o objetivo de muitas mulheres.

Apesar do colágeno não ser uma pílula anticelulite, ele pode contribuir para diminuir o aspecto de “casca de laranja”. Tudo isso porque a celulite surge exatamente quando o colágeno da pele se torna enfraquecido e o tecido adiposo fica mais visível.

Quantidade recomendada

Para obter todos os benefícios da gelatina que citamos acima é importante que o alimento esteja inserido de maneira regular na sua dieta.

Comer uma porção na sobremesa de vez em quando não causará muitos impactos positivos na sua saúde, já que o colágeno deve ser reposto diariamente.

Portanto a quantidade ideal de gelatina que você deve consumir irá depender dos seus objetivos, do seu consumo diário de proteína e de uma avaliação nutricional específica.

Lembre-se de que você já consome proteínas através de outras fontes na dieta, e exagerar no nutriente pode trazer problemas para os rins.

Então de maneira geral, especialistas costumam recomendar que a gelatina seja utilizada como fonte de até no máximo 30% das necessidades diárias de proteína.

Essa quantidade seria equivalente a 3-6 colheres de sopa (do pó) de gelatina diariamente.

Como utilizar – benefícios da gelatina para saúde

A gelatina diet deve ser preparada com água quente conforme as instruções da embalagem, e pode ser consumida entre as principais refeições do dia, ou como acompanhamento de frutas e iogurtes.

Já o colágeno hidrolisado é solúvel em água fria, e tem uma digestão mais fácil que a gelatina de caixinha.

Assim como você pode dissolver uma colher do colágeno em um copo de água ou então acrescentá-lo a sucos, sopas ou shakes.

Então, Gostou das dicas? Você faz uso da gelatina? Deixe seu comentário abaixo! Compartilhe e Avalie!

Quantas estrelas merece esse artigo? Avalie!

Confira também receitas com gelatina para incluir no seu cardápio

E veja também

22 Alimentos Que Contém Colágeno e Elastina

Referências de fontes:

  1. Samonina, G., et al. “Protection of gastric mucosal integrity by gelatin and simple proline-containing peptides.” Pathophysiology 7.1 (2000): 69-73.
  2. Koyama, Yoh-ichi, et al. “Ingestion of gelatin has differential effect on bone mineral density and body weight in protein undernutrition.” Journal of nutritional science and vitaminology 47.1 (2001): 84-86.
  3. Schrieber, Reinhard, and Herbert Gareis. “Gelatine handbook: theory and industrial practice.” John Wiley & Sons, 2007.
  4. Ichikawa, Satomi, et al. “Hydroxyproline-containing dipeptides and tripeptides quantified at high concentration in human blood after oral administration of gelatin hydrolysate.” International journal of food sciences and nutrition 61.1 (2010): 52-60.
  5. Rubio, I. G. S., et al. “Oral ingestion of a hydrolyzed gelatin meal in subjects with normal weight and in obese patients: Postprandial effect on circulating gut peptides, glucose and insulin.” Eating and Weight Disorders-Studies on Anorexia, Bulimia and Obesity 13.1 (2008): 48-53.
 

Tenho Certeza Que Você Vai Gostar Também

Sem comentários

Deixe uma resposta